Constelação Sistêmica

Costumamos parar para pensar sobre a nossa vida levando em consideração três aspectos: nosso passado - desde o momento em que tomamos consciência de que existimos – nosso presente e nosso futuro.

De fato, é importante e necessário refletirmos sobre esses três pilares e cuidarmos daquilo que precisa ser cuidado para termos mais qualidade de vida e nos sentirmos mais realizados e satisifeitos.

O problema é que, quando focamos apenas e então somente nesses três períodos de vida, estamos cuidando de uma parte do que somos como indivíduos, e não do todo.

Somos como árvores: temos as folhas, os galhos, o tronco e os frutos, porém, essas são apenas partes integrantes da árvore.

A parte principal e da qual depende todo o restante é o que vem antes - a sua raíz, a sua origem. Se não cuidarmos para que a raíz da árvore seja forte, sólida e saudável, todo o restante poderá até ter uma aparência boa, mas no fundo será frágil e pouco resistente, não tão viçosa e com frutos pouco saborosos.

Da mesma maneira, se não cuidarmos de nossa vida indo até a nossa raíz: nossos pais, avós, bisavós... que são a nossa origem, poderemos até aparentar ter uma vida boa, mas ela não será nem sombra daquilo que poderia ser, e sempre teremos a sensação de que falta algo, de que não está completa. Nossa vida terá pouco brilho.

É fundamental equilibrarmos o nosso sistema, desde a sua raíz até os seus frutos, pois somente assim olharemos para o que somos individualmente como um todo.

É disso que trata a constelação sistêmica: olhar e gerar uma nova percepção a respeito de nós mesmos e de todos (pais, avós, bisavós...) e tudo que fazem parte do nosso sistema. Constelação é sobre nos posicionar no ´lugar correto`e deixar que os outros se posicionem em seus lugares através da nossa mudança de percepção. Constelação é sobre nos permitir viver a nossa vida e não a vida de nossos pais ou dos ancestrais que vem antes deles, pura e simplesmente para honrar uma história que não é nossa... Acreditem, muito do que conseguimos realizar ou do que não conseguimos realizar e ser como pessoas tem relação direta com vivermos não a nossa vida, mas a vida de nossos pais, avós, bisavós... na teoria parece complicado, mas na prática é simples: quantas pessoas vocês conhecem que vivem em função das expectativas de sua família, e não das suas próprias, que são ‘casadas’, por assim dizer, com os seus pais? Isso tudo acontece porque no fundo o que todo ser humano busca é amor, no entanto vivemos esse amor em desordem, em desequilíbrio, e daí surgem conflitos, problemas emocionais, doenças...

Em outras palavras, constelar significa colocar em ordem tudo o que está em desordem no sistema em que estamos inseridos e gerar equilíbrio, congruência, nos libertando do que nos deixa preso e deixando livres aqueles ao nosso redor para viverem suas vidas, suas histórias.

É um processo libertador, que traz entendimento, compreensão sobre o seu papel no ambiente ao qual faz parte, é mais profundo do que ter uma missão de vida, porque tem a ver com o que você é na essência, com a sua raíz, aquilo que te faz forte. É sobre honrar a si mesmo e a tudo o que veio antes de você. E o objetivo de tudo isso? Se permitir ir pra vida e ser feliz com o caminho que escolheu trilhar, sem peso.

Tudo o que foi dito acima a respeito de família se aplica também à nossa vida profissional, pois estamos inseridos em um ambiente que se torna o nosso ambiente, a nossa família, durante no mínimo, 8 horas ao dia. Assim, é fundamental promover este equilíbrio e um posicionamento correto dentro do ambiente de trabalho.

Sendo assim trabalhamos com Constelação Familiar Sistêmica e Constelação Sistêmica no Ambiente Organizacional.

SAIBA MAIS
logo

Como seria se você decidisse Ousar na sua vida?
Se simplesmente você decidisse agir como nunca agiu e descobrisse que tem todos os recursos necessários dentro de você?

Entre em Contato